Rui critica fala de Trump sobre compra de máscaras pelos EUA: “Lamentável”

O governador da Bahia, Rui Costa, classificou como “lamentáveis” as declarações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que disse neste domingo, 5, não querer que outros países consigam máscaras de proteção contra o coronavírus. Em postagem feita no Twitter, o petista pediu que Trump seja solidário neste momento de pandemia.

“Lamentáveis as declarações de Trump. O mundo precisa de respiradores e outros insumos nesta guerra contra o coronavírus. Deixa o capitalismo selvagem de lado e seja solidário. Na Bahia e no Nordeste, vamos continuar trabalhando incansavelmente e buscando alternativas no mercado”, afirmou o governador.

Em entrevista, o presidente americano falou que vai retaliar quem não fornecer os produtos que a população do país necessita. O país tem enfrentado uma escalada no número de casos e mortes pelo Covid-19. Segundo Trump, esta e a próxima semana serão as mais difíceis para os EUA.

“Precisamos das máscaras. Não queremos outros conseguindo máscaras. É por isso que estamos acionando várias vezes o ato de produção de defesa. Você pode até chamar de retaliação porque é isso mesmo. É uma retaliação. Se as empresas não derem o que precisamos para o nosso povo, nós seremos muito duros”, disse Trump.

A Bahia já começou a sentir os efeitos da disputa com os Estados Unidos por equipamentos de proteção. Uma carga chinesa de 600 respiradores artificiais comprados pelo Consórcio Nordeste – 400 para o estado e 200 para o Ceará – ficou retida no aeroporto de Miami, nos EUA.

Segundo a Casa Civil do governo da Bahia, a compra, no valor de R$ 42 milhões, foi cancelada “unilateralmente” pelo fornecedor, não identificado, que não deu mais explicações e apenas informou que a carga teria outro destino. A avaliação é de que os produtos foram repassados aos EUA. O governo baiano não chegou a pagar pelos equipamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *