Rui diz que país está com “economia fragilizada” e não tem condição de fazer lockdown

O governador Rui Costa (PT) declarou, na noite desta terça-feira,9, durante live, que o Brasil está com a “economia fragilizada” e não tem condição, no momento, de parar todas as atividades econômicas.

As medidas restritivas adotadas pelo governo do estado, de acordo com o governador, são necessárias, mas não passam de paliativos. “Nós não temos essa condição [de decretar lockdown] principalmente com a má vontade do presidente para ajudar o povo”, afirmou.

Rui classificou a “negligência” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como responsável pelas mais de 260 milhões de mortes no país em virtude da doença. Para o petista, há urgência em vacinar todas as pessoas com 60 anos ou mais. De acordo com ele, por mais que a Covid-19 também faça vítimas com menos de 60 anos, os idosos ainda formam maioria das vítimas e são os que mais ocupam os leitos de UTI. A ideia, de acordo com ele, é alcançar essa meta até junho deste ano.

O governador criticou o chamado “tratamento precoce”, bandeira defendida por Bolsonaro como forma de combate à Covid-19.

“Eu não conheço tratamento precoce, não. A humanidade ainda não descobriu nenhum tratamento precoce, nem os maiores cientistas do mundo. Portanto, o único tratamento que tem é o distanciamento social e a vacina. Infelizmente estamos atrasados com a vacinação”, disse, após ser instado por um seguidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *