Médico de Maradona é acusado de homicídio culposo e negligência pela morte de craque

Responsável direto pela saúde de Diego Maradona em seus últimos dias de vida, o médico Leopoldo Luque foi acusado formalmente por homicídio culposo(quando não existe intenção de matar), pela morte do ex-jogador e ídolo argentino.

Um mandado de busca e apreensão foi concedido pela Justiça para que sejam realizadas averiguações na casa do médico e na sua clínica, segundo o jornal Marca.

Ainda conforme o esportivo, o médico também deverá testemunhar diante do Ministério Público do país, em relação a suspeita de negligência. O principal questionamento é sobre a liberação de Maradona de uma clínica após realizar uma cirurgia que retirou um tumor na cabeça.

O maior ídolo argentino morreu na última quarta-feira, 25, de edema agudo de pulmão e insuficiência cardíaca crônica, em uma casa localizada em um condomínio na cidade de Tigres, a 30 km de Buenos Aires, capital do país.

Em contato com a Agência France Press, um parante que pediu anonimato falou sobre uma contradição nos depoimentos. “Temos que ver se cumpriram com seu dever ou se houve um relaxamento. A enfermeira [ que estava de plantão quando se constatou que o ídolo estava morto] relatou algo quando o procurador apareceu no dia da morte de Diego, posteriormente ampliou seu depoimento e, no final, foi à televisão dizer que lhe forçaram a falar, então há alguma contradição em seu depoimento”, revelou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *