Bahia define acordo coletivo com a base junto com Sindicato dos Atletas

O presidente do Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado da Bahia (Sindap – BA), Osni Lopes, declarou que o Bahia entrou em contato com a entidade antes de fazer o acordo com a equipe sub-23. Em entrevista exclusiva para o Bahia Notícias, o dirigente falou sobre o contato do clube com o Sindicato. No dia 20 de abril, o Tricolor anunciou o desmanche do time de aspirantes e, segundo, o presidente do Sindap, o clube tentou oferecer aos jogadores a melhor proposta possível. 

“O Bahia procurou o Sindicato e o Sindicato concordou com o acordo coletivo para a base”, declarou Osni Lopes. A negociação também incluí na proposta funcionários do clube baiano. 

O dirigente ainda posicionou que a entidade não tem poder sobre o que e decido entre os clubes e os jogadores, mas que, ainda assim, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, e a equipe jurídica do Tricolor, entraram em contato para apresentar a proposta.   

“A gente já veio conversando há mais ou menos duas semanas e fizemos uma videoconferência”, explicou Osni Lopes. “O que o Bahia está fazendo não é nada anormal, o Bahia vai procurar tirar o mínimo possível das divisões de base, mas infelizmente eles não vão poder retornar para treinar”, completou o presidente do Sindicato.

Ele finalizou dizendo que o Tricolor vai aproveitar o benefício da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para cumprir com os acordos financeiros estabelecidos. 


O sub-23 do Bahia liderava o Campeonato Baiano com 15 pontos até a suspensão do futebol no dia 17 de março. Na última quinta-feira (29), Bellintani anunciou que jogadores da equipe principal, comissão técnica e diretoria terão 25% do salário reduzido durante a crise e que ele ficará sem receber seu pagamento enquanto durar a pandemia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *